Antropologia Cultural - Prof. Brito

Principal
=> Programa de Antropologia
=> 1. Antropologia cultural: contribuições para debate
=> 2. Teorias da Antropologia
=> Felicidade
=> A vida
Contacto
Libro de visitantes
Antropologia Cultural
 
A vida não é somente trabalho*
Prof. Brito**
 
 
A vida não é somente trabalho, mas o descobrimento constante de ilusões e de esperanças (José Maria Setién).
Uma vez um mestre fez uma experiência com seus alunos. Pegou um vaso e encheu-o com pedras grandes. Depois, ergueu o vaso e perguntou aos alunos: o vaso está cheio?
A turma se dividiu, com alguns dizendo que sim e outros que não. O mestre então, pegou algumas pedras pequenas e colocou-as no vaso. As pedras pequenas se encaixaram entre as grandes, e o mestre ergueu o vaso, novamente, perguntando: o vaso está cheio?
Desta vez a maioria da turma respondeu que sim. O mestre, então, pegou um saco de areia e despejou dentro do vaso. Depois, repetiu a pergunta.
A grande maioria respondeu que sim. O mestre, então, pegou uma jarra de água, derramou no vaso, e perguntou: o vaso está cheio?
A turma finalmente chegou a um consenso. Todos responderam que sim. Então o mestre falou: Este vaso é como a nossa vida. Se eu tivesse colocado as pedras pequenas, a areia ou a água em primeiro lugar, não haveria espaço para as pedras grandes.
 
As grandes pedras na nossa vida são: a família, os amigos, a carreira profissional, o lazer e a saúde. É fundamental que não descuidemos delas, mas não podemos perder muito tempo com coisas sem importância (as pequenas pedras), pois corremos o risco de não haver espaço para as coisas que realmente são importantes (as grandes pedras).
Concordamos que o trabalho é importante, que os investimentos na formação profissional são relevantes, principalmente em tempos de competitividade, de alta rotatividade e de busca por profissionais cada vez mais qualificados.
Karl Marx disse: “o capital é trabalho morto que, ao modo dos vampiros, vive somente sugando trabalho vivo, e vive mais quando mais trabalho explora”.
Portanto, a vida não se resume no trabalho. Sabemos que um profissional só alcança sucesso se a sua vida for sustentada por alicerces ou bases concretas fortes. A família, o lazer, os amigos e a saúde físico-psicológica são aspectos fundamentais na vida de um profissional. É preciso aprender a viver! A letra da música “Epitáfio” composta por Sérgio Britto e interpretada pelo grupo Titãs nos leva a esta reflexão.
 
Epitáfio
(Intérpretes: Titãs; Composição: Sérgio Britto)
 
Devia ter amado mais
Ter chorado mais
Ter visto o sol nascer
Devia ter arriscado mais
E até errado mais
Ter feito o que eu queria fazer...

Queria ter aceitado
As pessoas como elas são
Cada um sabe alegria
E a dor que traz no coração...

O acaso vai me proteger
Enquanto eu andar distraído
O acaso vai me proteger
Enquanto eu andar...

Devia ter complicado menos
Trabalhado menos
Ter visto o sol se pôr
Devia ter me importado menos
Com problemas pequenos
Ter morrido de amor...

Queria ter aceitado
A vida como ela é
A cada um cabe alegrias
E a tristeza que vier...

O acaso vai me proteger
Enquanto eu andar distraído
O acaso vai me proteger
Enquanto eu andar...(2x)

Devia ter complicado menos
Trabalhado menos
Ter visto o sol se pôr...
 
 
Brito
Antropologia Cultural
Fasam
 


* Este texto foi adaptado para uso na disciplina de Antropologia Cultural (Curso de Administração - FASAM). Em caso de citação total ou parcial deste texto, use a seguinte referência: BRITO, W. A. A vida não é somente trabalho. In: Antropologia cultural - curso de administração. Goiânia: FASAM, 2007.
** Wanderley Azevedo de Brito (britoaw@yahoo.com.br): Doutorando e Mestre em Educação, Especialista em Relações Internacionais e Graduado em História. Professor Adjunto de Antropologia Cultural na Faculdade Sul Americana. Assessor para Assuntos Institucionais na Universidade Estadual de Goiás – UEG. Pesquisador na Comissão da Assessoria de Avaliação Institucional da UEG. Pesquisador Voluntário nos Programas de Doutorado e Mestrado em Educação da Universidade Católica de Goiás. Vice-Presidente da ONG Ambiental Quatro Elementos. Consultor para Assuntos Institucionais e Antropologia Cultural das Organizações.

F A S A M

O Livro Eletrônico Interativo de Antropologia Cultural (LEIA) é um canal de comunicação instantânea entre o professor de Antropologia Cultural (Brito) e os acadêmicos dos Cursos de Administração da Faculdade Sul Americana - FASAM - Goiânia - Goiás - Brasil.

=> ¿Desea una página web gratis? Pues, haz clic aquí! <=
Todos os direitos reservados a britoaw@Copyright. Os textos copiados deste site devem respeitar os direitos autorais.